Pesquisar

Sensibilidade Conectiva

Ana Paula Mendes Siqueira

A imutabilidade de Deus e a [nossa] confiança

A mutabilidade pertence à toda criação. Vivemos em um mundo que a cada minuto tudo muda: a moeda, as leis, o pensamento humano, o clima, a palavra de alguém, a natureza, as políticas empresariais e, por aí vai. Em contrapartida, Deus é o “mesmo ontem, hoje e será para sempre”[1]. E, é nessa certeza que precisamos depositar nossa confiança: na imutabilidade de Deus.
Fácil dizer que confiamos em Deus quando tudo vá bem, quando nada está fora do eixo. Porém, hoje, meditando nas escrituras, vejo que muitas pessoas, em algum momento de suas vidas, se defrontaram com alguns obstáculos e, a partir dessa experiência, tiveram suas vidas transformadas.
Eu acredito nisso. Vivo. Cada situação pode ser um trampolim para conhecermos e confiarmos mais em Deus. O Salmo 91, tão conhecido, é cheio de promessas, contudo, hoje consigo entender que só é possível desfrutar de todas elas quando eu faço do Eterno o meu abrigo, quando deposito minha confiança na pessoa dEle. E a confiança está altamente ligada no relacionamento que tenho com Ele. É preciso conhecer seu caráter imutável e não se apegar naquilo que vê – que é transitório, isso sim, é possível mudar. Circunstância é algo que muda. Mas, Deus não. Como ele diz em Malaquias 3:6 “Porque eu, o Senhor, não mudo”. Quanto mais O conheço, mais eu confio: “A nossa capacidade em acreditar em Deus – e em suas promessas – provém do nível de conhecimento que eu tenho a cerca do seu caráter […] Ele é digno de confiança. Sua promessa é real. Você pode entregar-lhe o problema e descansar”[2].
Isso não significa que não haverá choros, dúvidas, questionamentos, medo… pelo contrário, choraremos, mas a oração deve ser como do salmista: “minhas lágrimas estão registradas no teu livro, mas em ti confiarei de todo meu coração e não temerei”[3]. Definitivamente, o Senhor se importa conosco. Pode ser algo tão pequeno aos olhos humanos, mas Ele mesmo reinando no Seu trono de glória se “inclina para contemplar o que está acontecendo na terra”[4].

Que a cada não ou a cada porta fechada possa ser a oportunidade se achegar mais perto de Jesus. Há muito mais a ser descoberto! Há muito mais a ser vivido!

—–

[1] Hebreus 13:8

[2] Comunhão e Princípios de Fé. Milhomens. Valnice. Pág. 31

[3] Salmo 56:8

[4] Salmo 113:5 (NVI)

Educação transforma vidas!

“Um homem que não sabe ler e escrever é como uma árvore sem raízes”

Amigos

 

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Machado de Assis

Há momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
… e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

(Clarice Lispector)

A terra esquecida

A terra esquecida é um vídeo que eu fiz, já tem um tempo, sobre a comunidade Fazendinha que fica entre os municípios de Diadema e São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

Infelizmente, ninguém queria assumir a urbanização do núcleo, o jogo de empurra era constante. Após a prefeitura de Diadema incluir no plano municipal, os problemas pareciam, aparentemente, resolvidos, mas a realidade é que estavam apenas começando. Até porque depende de vários orgãos, inclusive estaduais e federal.

O problema da comunidade não é apenas a urbanização, mas há crianças sem escola, adolescentes grávidas, pessoas sem esperança e nenhum perspectiva. Entendo que essa comunidade precisa de várias ajudas, não somente do poder público.

Estou com um projeto social para esta comunidade e preciso colocar em prática, porém, para isso acontecer, preciso de mãos de obra, recursos e pessoas dispostas a doar-se (tempo, dom, talento, atenção e dedicação ao trabalho).

Caso você queira participar. Mande e-mail para siqueira.anamendes@gmail.com.

Se você já viu o vídeo, veja de novo! E para os que não viram, assista e se comova com a situação desse lugar.

Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; (Mateus 25:42) 

Ana Mendes

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: